Monday, October 18, 2010

ENCONTRO IMPERIAL

Ela estava no bar, sozinha, tomando uma cerveja, quando ele se aproximou. Não disse nada, nem se apresentou, mas desde logo ela teve certeza: era um príncipe! Um homem jovem, bonito, elegantemente vestido, os cabelos castanhos e lisos cuidadosamente penteados. Príncipe, sim. E a grande aventura que ela sempre esperara estava enfim acontecendo.
Sorrindo, o príncipe fez um imperceptível gesto de cabeça. Ela levantou-se e o acompanhou. Saíram do bar, embarcaram no grande carro cinza-prateado que o aguardava. Sem uma palavra, como se fosse algo preestabelecido, o chofer arrancou. Rodaram algum tempo pela cidade e depois pelo subúrbio; e não trocavam uma palavra, o príncipe e ela. Olhavam-se, às vezes, e quando se olhavam, sorriam, mas nada diziam, porque não parecia necessário dizer nada. Chegaram à casa de campo, e era bem como ela imaginava. Uma grande casa, situada no meio de um imenso e bem cuidado jardim. O mordomo esperava-os na porta. Subiram de imediato para o andar superior. O príncipe abriu a porta de um quarto e ali estava, como ela imaginara, a larga cama ricamente bordada. Com um suspiro, caiu nos braços dele e sem muita cerimônia iniciaram os beijos e gemidos, que culminaram em poucos instantes com um grande ato sexual. Depois, ele abriu o champanhe que estava no balde prata; sorrindo sempre, e sempre sem dizer nada.
Ficaram ali, em silêncio, tomando champanhe. E de repente, ela não pôde se conter. De repente disse, os olhos brilhando:
- Tu reparou, Excelência, que a gente não disse uma palavra desde que nos encontramos?
O homem tentou ainda detê-la, mas era tarde demais. Rapidamente o rosto do príncipe começou a criar bolhas gigantes, seus olhos incharam e a pele começou a derreter.
Aos prantos, ele disse: - Vamos, querida, você já está atrasada.
Abriu os olhos e lá estava a sua mãe, na beirada da cama, a chamando para o colégio.

5 comments:

Anonymous said...

Gostei! Sexy! rs

Carool said...
This comment has been removed by the author.
Anonymous said...

AMEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEI

walter said...

Ela mereceu esse final depois do "tu reparou"...

Ewan Pallottini said...

Ela abriu a boca e acabou o encanto. Hahaha.